Categoria

Filosofando com as panelas

Entenda melhor seu organismo através das filosofias culinárias que surgem quando estamos com a barriga no fogão!

  • Filosofando com as panelas / Receitas

    Cozinhar é participar do mundo

    É sexta-feira da paixão e aproveito o feriado para colocar o pé na estrada rumo ao interior de Minas Gerais. Me pego pensando na importância do retorno à natureza. Estar rodeada de verdes pelo caminho se mostra uma forma de autocuidado: o ar puro faz os batimentos cardíacos se amansarem, os quintais com árvores frutíferas exalando cheiros remetem à infância, cores e gostos para reavivar os dias.

    Mais tarde, ainda come esse pensamento na cabeça, me deparo com inúmeros ramos de manjericão nas mãos das pessoas que se colocam na procissão que percorre ruelas de uma igreja à outra em homenagem a Cristo, da morte à ressurreição.

    Uma senhorinha explicou que o manjericão, erva mágica, é usada em sinal de respeito à espiritualidade que habita o peito, prelúdio de bons agouros do renascimento que se avizinha. Pesquisando para entender essa lógica ancestral, descubro que em torno do túmulo de Jesus nasceram mudas de manjericão, daí o costume de carregá-las procissão afora como forma de respeito e lembrança. As mudas como fotografias do passo.

    Junto com e explicação dessa mulher que tem os olhos cansados e a aura branda, ganho um ramo amassado com a recomendação de fazer chá para evitar resfriados.

    Quando se cuida do peito, cuida em consequência da alma toda.

    O corpo ressuscita.

    Ainda segundo ela, basta um bocado de folhas escaldada em água fervente para deleitar-se com um chá fresco para literalmente acalentar o coração com suas propriedades curativas.

    Da muda brota o cheiro fresco e me ponho a imaginar as possibilidades daquelas folhas para além do chá: participação especial nos refogados, molho pesto (meu preferido de todos os tempos), risotos, sucos, sorvetes, tortas, bolos, cremes, assados. Como é bonita a natureza!

    Descascar folha por folha é uma dedicação genuína, que requer cautela e apreciação. Cozinhar é direito de todos, mas antes de colocar a barriga no fogão, há que se permitir descobrir os prazeres e valores de se cozinhar em casa entendendo a tarefa como uma forma de meditação.

    Nisso concluo que participar da natureza e buscar respostas através da cozinha fomenta o sentimento de integração com o mundo.

    —————————————————————————————————————————————–

    Ficou inspirado lendo esse texto sobre essa erva mágica?

    Veja aqui como cultivar manjericão em casa. 

  • Filosofando com as panelas / Receitas

    Como cultivar manjericão em casa #hortinha

    O Cebola na Manteiga acredita que todo mundo é capaz de cozinhar!

    E para incrementar a cozinha dos leitores hoje começa aqui a série #Hortinha, que vai trazer da forma mais simplificada possível o passo-a-passo de como plantar e cultivar plantinhas para temperar da mais diversa forma nossos pratos.

    Propriedades medicinais:

    As vitamina A e C são as mais abundantes em suas folhas, que são indicadas para produzir compressas que devem ser aplicadas nos mamilos das lactantes para aliviar a dor. São também auxiliares no combate de dores reumáticas, tosse, resfriados, auxiliam na digestão e reduzem a fadiga.

    Por fim, vale dizer que por conta do cheiro que exala, o manjericão é usado pra espantar o mosquito da dengue.

    Hoje temos o manjericão, que é versátil, saboroso e muito aromático.

    Continue Reading

  • Filosofando com as panelas

    Porque a comida que você consome afeta sua vida

    Todos os dias fazemos escolhas na cozinha que refletem no meio ambiente.

    Comprar frutas picadas embaladas em plástico filme e isopor, deixar de reciclar o lixo, consumir muita carne e não comprar de produtores locais deixa marcas ao redor do mundo. Precisamos ter um olhar crítico e fazer escolhas conscientes, pois embora saibamos que os solos, por exemplo, são fundamentais, quando damos uma olhada ao nosso redor a história é bem diferente.

    Um produto pode até parecer melhor e mais barato. Porém, ao consumi-lo, causamos um impacto na sociedade que gera outros custos paralelos, como aumento na criminalidade, nos impostos (para investir em infraestrutura de cidades que crescem descontroladamente), maior gasto com saúde, etc.

    E justo por isso temos inteira responsabilidade sobre nossas compras e consumo!

    Continue Reading

  • Filosofando com as panelas / Receitas veganas / Receitas vegetarianas

    Diminuir o consumo de carne é auto empoderamento

    Para dar aquele pontapé inicial àqueles que estão dispostos a se auto empoderar através da alimentação, o Cebola está trazendo toda semana uma série de textos para encorajar os leitores a romperem com a indústria que vende facilidades perigosas, pois há uma real necessidade de mudarmos nossos hábitos alimentares para alcançarmos uma nutrição consciente.

    Sempre há o que melhorar, e deixar de pensar a respeito do que comemos deveria ser um problema de saúde pública. Um problema que vai além do nosso tempo, que está comprometendo os solos, águas e a as gerações futuras.

    O tema de hoje é a Segunda sem Carne e o empoderamento que advém daí. 

    Se você está disposto a assumir as rédeas da sua alimentação, independente de estar ou não buscando o vegetarianismo, venha com a gente!

    Nosso objetivo é mostrar que mesmo diminuindo a carne você ainda continua bem alimentado, e que um bom prato repleto das possibilidade que o mundo vegetal oferece pode sim ser uma delícia!

    Lembrando que toda semana o Cebola publica receitas e textos para alavancar a busca por uma  alimentação mais ampla e menos industrializada.

    Quem vem? Cozinhar muda o mundo!

    Pense fora da caixa

    O auto empoderamento através da alimentação começa quando nos questionamos:

    O que realmente estamos comendo todos os dias?

    Como a comida ingerida pode influenciar o corpo e bem-estar?

    Será que aquela fome que a gente sente de 3 em 3 horas pode ser emocional?

    Por que estamos condicionados a comer carne?

    O que há debaixo das cortinas da indústria que incentiva o consumo excessivo da proteína animal e induz crianças e adultos através de propagandas massivas?

    Por que a gente se alimenta todos os dias sem parar pra pensar nas consequências do que comemos?

    De onde vem o mito de que cozinhar em casa é trabalhoso?

    Continue Reading

  • Filosofando com as panelas

    O que o minimalismo tem a ver com cozinhar

    Há poucos meses me dei conta do tanto de dinheiro que gastei comprando itens absolutamente supérfluos numa tentativa de reproduzir o mundo externo dentro da minha casa.

    Ouvi uma frase que exemplifica bem esse consumo desmedido: “a gente esquece que, para pregar um quadro na parede, precisa apenas do furo, e não da furadeira”.

    Resolvi falar sobre isso pois tou cá de mudança e durante a “encaixotação” das cousas todas fiquei absolutamente chocada com meu apego desmesurado por itens que usei poucas vezes na vida. Gastei 2/3 do meu tempo entre os idos de 2014 a 2016 trabalhando MUITO (e isso quer dizer 16 horas/dia) para ter mais dinheiro e assim poder comprar mais e me sentir menos frustrada.

    Ao invés de uma conta bancária gorda, adquiri tiques nervosos.  

    Continue Reading

  • Filosofando com as panelas

    Porque comecei a fazer jejum

    “O que o jejum não cura, nada cura” – provérbio Russo

    Li o livro “Meditando na Cozinha, da jornalista e pesquisadora Sonia Hirch, que tem uma passagem muito interessante sobre o jejum, e senti uma grande vontade de pesquisar sobre a arte milenar do jejum. Depois de muito pesquisar me desafiei a alimentar numa “janela” de apenas 08 horas por dia.

    Comecei me alimentando numa janela de 10 horas até chegar nas 08/dia. E essa foi a melhor mudança de hábito que adotei na vida!

    Continue Reading

  • Filosofando com as panelas

    Benefícios do limão!

    A mais crítica de todas as frutas é o limão, que tem mais de 70 variedades em todo mundo!

    A sabedoria milenar ensina que tomar um limão espremido em água morna pela manhã e em jejum traz os seguintes benefícios:

    Ajuda na digestão;
    Previne envelhecimento precoce;
    Limpa a pele;
    Fortalece o sistema imunológico;
    Controla o pH do estômago;
    Ajuda na perda de peso;
    Melhora o humor;
    Previne as bactérias que causam o mau hálito;
    É diurético e purificador!

    Tudo comprovadinho, viu?

    Fonte: http://melhorcomsaude.com/10-beneficios-beber-agua-morna-limao-manhas/

Pin It on Pinterest