Categoria

Receitas

  • Receitas / Receitas veganas / Receitas vegetarianas

    Como fazer seu próprio curry

    A história do curry

    O curry é uma misturinha originalmente feita à base de pó de açafrão da terra (também conhecido como cúrcuma), cardamomo, coentro, gengibre, cominho, casca de noz moscada, pimenta do reino e canela. 

    De região para região os ingredientes variam, e a ideia desse post é que você escolha o que vai usar no seu curry sem se restringir à composição original.

    Para chegar no meu curry preferido eu cheirei todas as especiarias até me familiarizar com cada uma. Também as usei repetidas vezes em várias receitas diferentes para entender a aplicação de cada ingrediente separadamente. Esse passo foi fundamental para chegar à receita que toca meu coração. Um curry com cravo, por exemplo, não me agrada tanto, pois o gosto e cheiro são marcantes demais e deixam os outros componentes no escanteio. Já o cominho, se usado em grande quantidade, me incomoda mais ainda.

    Para moer os ingredientes, eu conto com a ajuda de um pilão feito com pedra sabão, facilmente encontrado nos mercados mais antigos de cada cidade. Vendinhas nas beiras de estrada também costumam ter, e garanto que vale a pena o investimento. A sensação de moer o próprio curry desperta o olfato e na hora me traz memórias, já ativando meu sistema digestivo.

    Depois de moer tudo, você pode guardar num potinho ou consumir na hora para garantir que o aroma prevaleça.

    Afora os ingredientes que citei no começo desse post, é comum ver curry com pimenta-de-caiena, noz moscada, alecrim seco e pimenta-da-jamaica.

    Foto da @julianaggarcia no último curso que promovi

    Onde usar o curry?

    Na foto, usei o curry para temperar as arvorezinhas de uma couve-flor inteira que levei ao forno por 20 minutos num tabuleiro untado com azeite. No dia a dia costumo usar o curry para temperar o creme deleite de  castanhas quando é o caso de usá-lo em receitas salgadas, para fazer golden milk, e também para um arroz bem colorido.

    O curry perfeito pra mim

    2 cl. (chá) de açafrão da terra em pó (essa raiz tem um gosto metálico e pungente)
    1 cl. (chá) de cominho (como falei, uso em menor quantidade pois o excesso me incomoda)
    1/2 cl. (chá) de noz moscada moída na hora

    3 bagas de cardamomo (use somente as sementinhas negras que ficam dentro da baga)
    1/2 cl. (chá) de semente de coentro moída na hora (adoro a altivez que o coentro confere)
    1/2 cl. (chá) de canela (para dar um cheiro adocicado)

    Como fazer

    Coloque todos os ingredientes num pilão (se não tiver em casa, use o liquidificador ou processador) e está pronto.

    ————————————–

    Fonte da composição original do curry: Wikipédia

    Foto da capa do post por @laradias

  • entradinhas / Receitas veganas / Receitas vegetarianas

    Pastel de queijo de batata (com gosto de queijo!)

    Alguns dos veganos mais exigentes que conheço disseram que este é o melhor queijo vegetal que já comeram na vida! Olha que responsa!

    Alimentos fritos não são comuns na minha rotina, mas quando sinto vontade faço questão de fazer em casa, com um óleo bem novinho. A Sônia Hirsch, uma das cozinheiras que mais admiro, certa vez disse que 70% dos alimentos que consumimos deve ser para nutrir as células e potencializar nossa melhor versão, e os outros 30% devem ser de comidinhas que trazem memórias e causam um quentinho no peito. Os pastéis fritos me remetem à infância, tenho inúmeras memórias de momentos afetivos fechando os pastéis na companhia de minhas irmãs, sob os olhos carinhosos da minha mãe.

    Como descobri uma grave intolerância à lactose, tenho diminuído muito o consumo de lácteos, e esse queijo muito me agrada pois os ingredientes são super acessíveis e é uma receita bem rápida. A batata, que já tem amido, cozida e batida com o polvilho azedo, dá uma super “chicletada” no queijo. Ele fica bem puxento. 

    Fotos da @laradias

    O mais legal de tudo é que, além de usar o queijo no recheio de massas e pastéis, você pode fritar uma boa colherada dele numa frigideira antiaderente, espalhando bem com a ajuda de duas colheres, até dourar de ambos os lados e criar uma casquinha crocante.

    Ah, a levedura nutricional ajuda a dar o gosto de queijo, mas ela não é fundamental na receita. Você pode encontrar esse ingrediente em casas naturais ou a granel. Dá para comprar pela internet também.

    Quem vem?

    Continue Reading

  • Receitas veganas

    Molho de tomates assados

    Desde que descobri essa receita nunca mais quis fazer molho de tomate do jeito convencional.

    O gosto tostadinho e doce que os tomates tomam depois de irem ao forno é dos deuses. Você pode usar as especiarias e ervinhas que tiver em casa, dando seu próprio toque à receita.

    Se não quiser fazer um molho, use os tomates inteiros para rechear tortas, para acompanhar saladas, ou no meio de alguma entradinha.

    Se quiser conferir um toque ainda mais defumado à receita, use 1/2 cl. (sopa) de fumaça líquida ou 1 gota de óleo essencial de bétula branca.

    Anota aí:

    Continue Reading

  • Receitas / sobremesas

    Frozen de leite de coco fresco e limão

    Desenvolvi essa recetinha super simples para tomar nos dias em que o calor aperta. Eu costumo ficar com o corpo mole quanto a temperatura sobe demais, e nada como um manjar dos deuses geladinho para acalmar o espírito.

    O leite de coco deixa o frozen muito cremoso, e esse é o diferencial dessa combinação, pois geralmente o frozen tem um aspecto de gelo puro, o que não me agrada muito.

    Quem vem?

    Fotos da @luizabongir

    Continue Reading

  • Chás / Receitas

    Infusão da leveza (digestiva e desintoxicante)

    Essa infusão é poderosa e desintoxicante do corpo, favorecendo uma melhora na retenção de líquidos e circulação. Além de saborosa, a erva doce é um potente digestivo e ajuda a eliminar gases.

    A cavalinha tem propriedades diuréticas e acelera naturalmente o metabolismo. Já o dente-de-leão é uma planta espontânea muito rica em nutrientes e eficiente no controle do colesterol, além de estimular o fígado. Por fim, a camomila acalma, desacelera e também ajuda a digerir alimentos e emoções =)

    Ingredientes para 2 canecas de infusão da leveza:

    400ml de água filtrada
    2 cl. (de sopa) de erva doce
    1 cl. (de sopa) de camomila
    1/2 cl. (de sopa) de dente de leão
    1/2 cl. (de sopa) de cavalinha

    Como fazer:

    Leve a água ao fogo e desligue assim que borbulhas começarem a formar. Desligue o fogo.

    Numa caneca, coloque todos os ingredientes, depois adicione água e espere até que o aroma apareça ,o que vai levar cerca de três minutinhos.

    Coe e sirva em seguida!


    Essa receita foi elaborada pela minha amiga Bruna Marta (@brunamartaf) e foi por nós ensinada no último Workshop Cozinha Intuitiva. A próxima edição já está com inscrições abertas, só clicar aqui. 

    Foto por @fernandabatis =)

Pin It on Pinterest