• comidinhas / Filosofando com as panelas / Receitas

    Guia de comidinhas para deixar na geladeira durante o carnaval

    Planejamento é um presente para o eu do futuro

    Imagine a cena: você andou quilômetros no sol quente e na chuva, não comeu direito, bebeu menos água do que deveria, exagerou nas biritas, pulou igual cabrito para acompanhar o bloco e agora começa a sentir os pés latejando e o estômago implorando por comida. Nessa fatídica hora você se lembra que seu eu do passado fez várias comidinhas deliciosas que estão prontas em casa te esperando e vão te dar energia suficiente para fazer essa maratona carnavalesca amanhã com muita dignidade!

    Imaginou? É uma boa ideia, né?

    Pensando nesse cenário dos sonhos, planejei esse guia com comidinhas fáceis de fazer, que é pra todo mundo manter a imunidade durante o carnaval! Afora que, tendo comida em casa, fica bem mais fácil não se render, por pura falta de opção, aos salgados fritos cheios de gordura hidrogenada que estão bem ao alcance das bocas em qualquer esquina. Melhor ainda: sabendo o que nos espera em casa, ninguém vai precisar pedir delivery e fomentar a indústria escravocrata dos iCoisa´s.

    O que levei em conta para montar esse guia

    Como muitos saem de casa cedinho e só voltam à noite, não faria o menor sentido colocar aqui receitas muito elaboradas, então pensei em comidinhas e pastinhas que vão durar o carnaval inteiro na geladeira!

    Como planejei esse guia levando em conta os vegetais do mês de fevereiro mais comuns em todos os estados, que é pra nunca nos esquecermos da importância de observar os ciclos dos alimentos, algumas receitas que compõem esse guia já fazem parte do blog, outras são inéditas!

    Aliás, as receitas que escolhi são só um norte, existem muitas outras aqui no blog, viu? Use sua criativdade. 

     

    Vem carnaval! Foto da @luizabongir

    Como faço para me planejar?

    É óbvio que ninguém consegue prever muito bem o que vai acontecer durante o carnaval, mas não custa nada pelo menos ter comida em casa e já deixar umas coisinhas prontas, né? Esse exercício de visualização costuma me ajudar muito e é bem fácil, olha só:

    • Peça ajuda: se você mora com alguém que vai se beneficiar dessas comidinhas e tem condições de ajudar, faça um convite para que essa pessoa participe de todo o processo. Nada de assumir as responsabilidades do outro, a menos que essa pessoa seja incapaz, viu?
    • Organize seu tempo: tire meia horinha para olhar com calma as receitas que te interessam no fim desse post, mas não se restrinja a elas. Existem muitas outras aqui no blog e você pode fazer qualquer comida que já tenha costume, o importante mesmo nesse processo é se planejar e cozinhar coisas que vão durar na geladeira.
    • Faça 2 listas: anote as comidas que você já tem em casa e outra do vai precisar comprar, anotando inclusive as quantidades indicadas em cada receita.
    • Tenha em mãos papel e caneta: se você comprou comigo o Semanário Vegetal, que é um planner que desenvolvi com a @flordemim para planejar a alimentação de acordo com a sazonalidade dos vegetais, está na hora de usá-lo! Mas se você não tem um, tudo bem, pegue uma folha A4 e divida os dias em colunas, como na foto, e vá anotando o que você pretende comer durante a semana.

     

    semanário vegetal

    Link para comprar essa belezinha bem aqui

    Dicas essenciais

    Cozinhe arroz para a semana todinha

    Faça uma panelona de arroz e guarde na geladeira para comer durante pelo menos 5 dias. Existem mil formas de fazer arroz, mas se você nem sabe por onde começar, vou ensinar como eu gosto: tenha em mente que, para cada xícara de arroz lavado, você vai precisar de 2 xícaras de água quente, sendo que 1 xícara de arroz é o suficiente para 1 refeição de 3 pessoas.

    Feita a conta de quantas vezes na semana você pretende comer arroz durante a semana, calcule também quantas xícaras vai precisar.

    Depois é só refogar 1 ou mais cebolas picadíssimas (alho também vai bem aqui) num poquinho de óleo de girassol ou azeite, colocar o arroz, fritar um cadinho e depois adicionar a água e sal. Para entender se o sal tá ok, é só experimentar a água e ver se ela tá salgadinha. Se não, adicione mais.

    Nem precisa tampar a panela, viu? Deixe cozinhar com a panela aberta e, quando a água secar, experimente para ver se o arroz tá cozido. Se precisar, adicione mais água quente aos pouquinhos e já tá pronto.

    Tenha boldo em casa

    Pra mim, essa é uma das plantas mais fantásticas que existem. Você pode catar um galho grandão pelas ruas, pois o boldo é encontrado em todo lugar, e deixar num copo com água num local com luz indireta.

    Daí é só ir trocando a água todos os dias para manter a planta fresca e, na hora que bater a ressaca, espremer umas 5 folhas com as mãos num copo até soltar cair umas gotinhas marrons bem escuras, completar com água filtrada e beber. Tem remédio mais fácil e natural que esse?

    Coma folhas refogadas

    Frigideira de espinafre com rúcula, ervas aromáticas e batata mandioquinha

    Compre as folhosas que achar na sua cidade, lave bem, seque e guarde na geladeira. Depois é só refogar numa panela pré-aquecida com pouco de azeite, seus temperinhos preferidos e sal até murchar. Elas vão acompanhar bem as pastinhas e comidinhas que indiquei no final do post.

    Deixe frutas geladinhas à disposição

    Banana fornece quase tudo que a gente precisa, então compra logo um cacho enorme pra comer assim que acordar ou chegar em casa do bloco. Aliás, uma ótima é congelar rodelinhas para fazer sorvete de banana, que fica pronto rapidíssimo. 

    Manga e maracujá estão na época, então compre logo umas 5, descasque, pique e guarde no congelador. Pode virar suco (batido com gengibre é hortelã é de chorar) ou complementar algum lanchinho.

    Já experimentou comer uvas congeladas? É simples: tire as uvas do cacho uma a uma, coloque num pote e leve ao congelador. Deixe endurecer bastante (demora pelo menos 3 horas), depois é só tirar do congelador e comer. Entra como gelinhos em coquetéis e fica um sucesso com calda quente de chocolate por cima. Tem receita da calda aqui.

    Faça sucões e vitaminas que levantam até zumbi

    Além das 2 receitas que vou deixar aqui, existem outras no blog. Quem sabe você vai curtir esse geladinho de limão com leite de coco? O importante mesmo é ingerir bastante água!

    Suco de manga com pepino e cúrcuma

    Foto da @lu.ranieri

    Ingredientes para 2 copos grandes

    1 copo de gelo

    1 pedaço de cúrcuma fresca ou 1 cl. (chá) de cúrcuma em pó

    1 pepino

    300ml de água filtrada

    1 manga picada

    Bata tudo e está pronto!

    Vitamina de água de coco com gengibre, abacate e beterraba

    1 pedaço de gengibre

    2 copos de água de coco

    1 copo de gelo

    1/2 abacate pequeno e maduro

    1 beterraba em cubos

    Bata tudo e está pronto!

    Agora bora falar das comidinhas pra deixar na geladeira?

     

    Fidelzinho meteu o fuço bem na hora que a @lu.ranieri estava tirando essa foto

    Vinagrete nunca é demais

    Ingredientes para 1 pote médio de vinagrete carnavalesco

    Água filtrada

    Sal a gosto

    3 pimentões coloridos cortados em cubinhos, sem as sementes

    Vinagre de boa qualidade (se você não tiver um artesanal em casa, use o vinagre de arroz)

    1 cl. (sopa) de salsinha, coentro ou outra erva aromática da sua preferência (usei nirá, uma ervinha asiática que cultivo na minha hortinha)

    2 cebolas roxas médias cortadas finamente

    2 tomates firmes cortados em cubinhos (use a casca e sementes)

    1 cl. (chá) de cominho em grãos (o cominho vai ajudar na digestão)

    Instruções

     

    Misture tudo já no pote que você vai usar para guardar na geladeira e vá experimentando. Precisa de mais sal? Quem sabe mais um tiquinho de vinagre? Não vou passar a medida exata justamente para você sentir como prefere, pois essa receita é bastante ácida e cada um recebe essa combinação de sabores de uma maneira, encontre a sua!

    Farofa de biju, a rainha do carnaval

     

    Foto @lu.ranieri

    2 cl. (sopa) de semente de gergelim

    1/2 xícara de semente de girassol

    1 cl. (sopa) de cúrcuma (conhecida também como açafrão da terra)

    1 cebola grande picadíssima

    3 copos de biju (farinha de mandioca)

    5 cl. (sopa) de azeite de oliva ou óleo de girassol (também vale um cadinho de dendê)

    Sal a gosto

    Instruções

    Leve as sementes à uma frigideira em fogo baixo e mexa por um minuto ou até soltar os aromas. Cuidado para não queimar, pra farofa não ficar com gosto ardido. Reserve.

    Frite a cebola no óleo até ficar meio transparente. Adicione a farinha de biju e deixe tostar.

    Incorpore as sementes, ajuste o sal se necessário, mexa novamente e está pronta a farofa!

    Costuma durar 5 dias fora da geladeira, mas se você mora num lugar quente, melhor gelar, né?

    Sopa de abóbora

     

    Foto da @diniloris

    Ingredientes para 4 porções 

    1 abóbora média (umo a moranga, mas dá certo com todas as outras espécies!)

    1 cl. (sopa) de azeite

    Sal a gosto

    Pimenta-do-reino a gosto

    Ervas frescas e especiarias

    1 folha de louro (opcional)

    Modo de fazer

    Vamos usar as cascas, então nada de descascar antes, tá?

    Pique a abóbora, remova as sementes (reserve) e pique tudo em cubos grandes.

    Coloque numa panela média e adicione água o suficiente para cobrir tudo e deixe cozinhar em fogo médio até que a abóbora esteja bem macia, a ponto de desmanchar quanso se finca um garfo.

    Bata no liquidificador todo o conteúdo da panela e reserve.

    Volte com o conteúdo para a panela, adicione o azeite, corrija o sal se necessário, mexa e está pronto!

    Você pode guardar porções na geladeira e só esquentar quando voltar da folia! Essa sopa dura uns 4 dias se armazenada em pote de vidro bem vedado. 

    Bases para as pastinhas que vêm por aí

    Aqui tem receita de panqueca de aveia fermentada, e minha dica é adotar essa beleza na sua vida para todo o sempre! É só colocar a aveia e um cado de água num pote com a aveia e esperar para fermentar – vai lá no post ler direitinho pois alguns detalhes são importantes durante esse processo.

    Vale sempre lembrar: batata doce e abobrinha funcionam como bases também: é só fatiar, temperar e grelhar na frigideira untada com um fio de óleo de girassol, azeite ou óleo de coco até ganhar uma casquinha crocante. Uma sugestão de tempero é sal com cúrcuma e páprica picante, como na foto!

     

    Foto da @nani.rodrigues

    Pão de milho crioulo

     

    Foto do @estevao.andrade

    Vou deixar aqui uma receita com fermento biológico, para não ter erro. Escolher uma boa farinha e um fubá de verdade, não transgênico, faz toda diferença, viu? Costumo fazer esses pães quando preciso de uma receita rápida:

    Ingredientes para 2 pães de 450g cada

    1 cl. (sopa) de azeite

    2 xícaras de farinha de trigo

    1 cl. (sopa) de açúcar demerara ou cristal

    1 xícara de fubá (farinha de milho)

    1 cl. (chá) de sal

    1 cl. (chá) de fermento biológio

    1 xícara de água filtrada

    Cúrcuma ou açafrão para colorir (opcional)

    Instruções

    Misture todos os ingredientes em cima de uma bancada limpa e sove por 10 minutos. A massa precisa ficar bem elástica, tá?

    Divida a massa em 2 partes e molde da maneira que preferir.

    Com uma faca molhada, faça 2 cortes superficiais por cima de cada pão (isso vai fazer com o que o ar passe pela massa na hora de assar).

    Coloque ambas num tabuleiro enfarinhado, numa distância de pelo menos 20cm entre uma e outra, e deixe descansar por 30´.

    Aqueça 0 forno numa temperatura de 180ºC e asse por 35´.

    Esses pães costumam durar 3 dias fora da geladeira, mas você também tem a opção de, depois que esfriar, guardar um deles no congelador para não estragar.

    Pastinhas para deixar na geladeira

    Pasta de pimentão defumado com tofu

    Ingredientes para 1 potão grande (cerca de 600ml de pasta)

    200g de tofu (só não vale comprar tofu feito de soja transgência, hein?)

    Suco de 1 limão

    Pitadinha de sal ou sal a gosto

    5 pimentões grandes (se puder, compre coloridos)

    1/2 copo de azeite ou óleo

    Instruções

    Coloque os pimentões em cima das bocas do fogão e ligue o fogo bem baixinho.

    Vá virando os pimentões com a ajuda de um garfo até queimar toda a película externa.

    Espere esfriar e raspe com uma faca a parte queimada e despreze.

    Depois, bata tudo no liquidificador até virar uma pasta cremosa. Se o tofu que você escolheu estiver firme demais, provavelmente terá que desligar o liquidificador algumas vezes, raspar as beiradas e dar uma mexida para facilitar o processo.

    Dura pelo cerca de 4 dias na geladeira.

    Patê de folhosas

     

     

    Ingredientes para 1 pote pequeno 

    200g de castanhas de caju demolhadas (deixe de molho por pelo menos 4 horas e depois escorra e despreza a água
    1 maço de rúcula*
    1 cl. (café) de sal
    2 cl. (sopa) de azeite extravirgem

    * como as folhosas são difíceis de encontrar no verão e variam bastante de um estado para o outro, fique à vontade para fazer esse pesto com o que encontrar na sua cidade, tá?

    Instruções

    Basta bater tudo num processador ou liquidificador e tá pronto!

    Decorei com sementes de abóbora que tostei numa frigideira com sal, mas vale colocar essas sementinhas no meio da receita também para dar mais textura.

    O gosto tem uma leve picância da rúcula combinado com a doçura e toque terroso da castanha de caju.

     

    Pastinha de cenoura

     

    Nesse dia da foto achei cenoura na feira, sem veneno, por R$3 o quilo!

    Ingredientes para 1 pote pequeno

    4 cenouras médias

    Sal a gosto

    Suco de 1 limão

    1 colher (sopa) de tahine (opcional)*

    * você pode substituir esses ingredientes por azeite ou óleo, caso não tenha acesso a eles

    Como fazer

    Vamos usar as cascas aqui nessa receita, então nem precisa descascar as cenouras! Corte as cenouras em rodelas grossas e leve à uma panela média com água o suficiente para cobrir.

    Coloque a pitada de sal e deixe cozinhar até ficarem bem macias.

    Escorra a água (mas reserve, talvez você vá precisar usar).

    Leve tudo ao liquidificador (menos a água que acabou de escorrer) e bata até virar uma pasta.

    Se for preciso, aí sim você pode ir adicionando a água aos poucos até chegar na textura desejada.

    Dura 5 dias na geladeira.

    Tomatinhos assados com azeite e ervinhas aromáticas

    Foto da @camilarochav

    Sou tão viciada nessa receita que sei que já estou ficando chata de tanto que falo dela hahaha! Mas fazer o que, se os tomates cereja estão na época e essa preparação é ultra-super-master fácil?

    400g de tomatinhos cereja
    1 ramo de alecrim ou outra erva cheirosa de sua preferência (vale tudo, minha gente!)
    300ml de azeite extravirgem
    3 dentes de alho picados finamente
    Especiarias a gosto

    Instruções

    Lave e seque os tomatinhos para que a água não interfira no processo. Disponha num tabuleiro pequeno os tomates, regue com o azeite, acrescente o restante dos ingredientes e misture delicadamente.

    Coloque o tabuleiro no forno na temperatura mais baixa possível.

    Pulo do gato: como os fornos caseiros costumam variar a temperatura, tendo 180ºC como a mais baixa, coloque uma colher de pau entre o puxador e a tampa, ou seja, deixe a tampa entreaberta para permitir que o ar circule. Isso serve para não fritar os tomatinhos, garantindo que eles vão cozinhar bem lentamente.

    O processo leva cerca de 40 minutos, e o ideal é mexer os tomates pelo menos uma vez para garantir que todos fiquem embebidos em azeite e não queimem.

    Espere esfriar e guarde num pote bem higienizado, vedando bem.


    Se você gostou desse guia, apoie meu trabalho divulgado o link com os amigos e, se puder ir além, compartilhe no Instagram e marque o @cebolanamanteiga!

    Com amor e com fome,

    Carolina Dini

  • You may also like

    No Comments

    Leave a Reply

    Pin It on Pinterest

    Share This