• Chás / Receitas

    Dicas e receitas de óleos essenciais e infusões para lidar com as fases menstruais

    Somos cíclicas, lunares, deusas

    Vivemos numa cultura patriarcal que nos poda, maltrata e nos faz odiar nosso corpo e nosso sangue. Ser mulher, por si só, é um tabu: “fecha as pernas, senta direito, masturbar é feio, tira a mão daí, não fale palavrão, seja discreta, sorria, homem é assim mesmo, aceite, acate, reprima, esconda, se cale”.

    São tantas culpas, amarras, regras e posturas impostas que é fácil esquecer do quanto nós, mulheres, somos cíclicas e poderosas. Consequentemente, perdemos a conexão com a alimentação, com o corpo, com a escuta interior. Lembro bem que quando iniciei minha vida sexual na adolescência:  inventava desculpas para não encontrar meu namorado nos dias em que a menstruação chegava, de tanta vergonha. A mídia, a indústria alimentícia e farmacêutica  nos vendem receitas prontas que contribuem para que a gente se desconecte da nossa melhor versão e do lado feminino.

    A sociedade é cruel com a mulher. Vemos propagandas de absorventes com sangue azul que nos mostram como ficar plenas na “pior” fase, vendendo a ideia de que o sangue deveria ser escondido. Vemos meninas emendando cartelas de anticoncepcional para não menstruar no fim de semana,  mulheres em salas de cirurgia para reconstruir o hímen e “adequar” a vulva a um padrão estético inatingível, livros e mais livros de educação sexual maquiando a real fisiologia da vulva, demonstrando o órgão sexual feminino como um buraco feito para acolher o pênis. 

    Mas POR QUÊ?

    Por que somos julgadas, perseguidas, mortas simplesmente por sermos mulher?

    Como a menstruação, tão natural e inerente ao feminino, pode ser considerada suja?

    Em que momento da história a conexão com nosso corpo se perdeu?

    Quando fomos obrigadas a nos calar?

    Por que a mulher é subjugada, reprimida, tolhida de seus direitos?

    Por que as escolas têm livros que nos levam a crer que nossas vulvas são deformadas?

    Quando eu tinha 13 anos um médico, diante do meu quadro de terríveis cólicas, indicou o uso de anticoncepcional sem sequer fazer qualquer exame. É claro que determinados medicamentos podem ser clinicamente indicados para determinados quadros médicos, o que questiono hoje é o uso indiscriminado deles. No meu caso, usei hormônios por toda a vida sem questionar o porquê daquilo. 15 anos depois de tanta anestesia, senti vontade de entender meu corpo como ele é, e tem sido uma surpresa incrível. Estou usando cada fase do meu ciclo para potencializar minhas habilidades, para ter mais paciência comigo mesma e mais autocuidado.

    Precisamos questionar, precisamos nos CONHECER!

    Inspirada nessa nova fase da vida e no avanço do feminismo, para honrar o corpo da mulher e tudo que envolver a essência feminina, resolvi escrever esse post-manifesto que traz infusões, dicas de alimentos e óleos essenciais para adotar em cada ciclo, além de dicas variadas de materiais para ler e ouvir que podem abrir caminho para o autoconhecimento. 

    A aromaterapeuta Letícia Marinho (@le_marinho e @essenciall.co) nos brindou com indicações de Óleos Essenciais para cada fase do ciclo menstrual. Para entender o uso seguro dos OE, acesse aqui o e-book que ela elaborou sobre o tema. Letícia promove o incrível Workshop Ciclo Feminino e Ferramentas para o Bem-Estar da Mulher.

    Vamos juntas?

    Sugestão de escuta para leitura desse post

     

    A frequência 432hz acalma a mente e é um canal de cura. 

     

    Entendendo cada fase dos ciclos e sua relação com a lua

     

    Foto da @diniloris

     

    A lua é representada em inúmeras culturas como uma energia feminina, de espera. Ela é comprovadamente responsável por influenciar as marés, os partos, o comportamento dos animais, as colheitas, a natureza. Nós, mulheres, temos um ciclo menstrual que corresponde exatamente ao período de uma lunação, que é de 28 dias.

    São 4 semanas num mês, 4 fases do ciclo menstrual. A palavra “menstruação” deriva do latim mensis (mês), que é relacionada à “mene”, que vem do grego “lua”.

    Para começar a curar seu lado feminino, é muito importante entender seu corpo e começar a cozinhar mais em casa. 

    Além disso, consumir infusões é trazer para dentro de si a própria natureza. As ervas habitam o imaginário da humanidade há séculos, e não é à toa: sorver goles de plantas delicadamente combinadas é um exercício de “escuta” do aroma do mundo. Adoro criar novas misturas e brincar de resgatar memórias de infância através dos cheiros!

    Vejo muita beleza em tirar um tempo para respirar e sentir meu coração enquanto preparo uma xícara de alguma mistura inusitada. A fragrância que os ingredientes soltam perfuma a casa e me prepara para um momento de carinho e autocuidado.

    Siga sua intuição ao se deparar com uma planta. Se for possível, escolha, instintivamente, qual é a sua planta de poder.

     

    E-book gratuito Chás e Infusões Essenciais

     

    Lancei com a Editora Laszlo, juntamente com o meu livro Cozinha Extrassensorial, um e-book com receitas de chás e infusões. Você pode baixá-lo clicando aqui!

     

    Foto da @diniloris

    Fase 01 – Menstruação – Arquétipo*: anciã/bruxa – Lua nova – inverno

     

    O ciclo da menstruação tem início no primeiro dia em que houver sangramento, ainda que pouco, desde que seja contínuo.

    Nessa fase o corpo está, a bem da verdade, finalizando um ciclo. Quando o útero se abre para o sangue menstrual descer, é comum sentir fadiga, cólicas e desconfortos por causa da queda de estrógeno e progesterona. Assim, se você se sentir cansada, use esse tempo para ficar mais quieta em casa, para ver um filme e desembolar somente as tarefas que forem absolutamente necessárias. Essa preservação de energia vai ajudar a ter sonhos mais lúcidos e ouvir a intuição. 

    A lua nova, que representa essa fase, deixa o céu escuro, e sem luz não podemos fluir pelo espaço externo sem gastar muita energia. Portanto, é tempo de recolhimento e pausa. Durante a menstruação é comum sentir vontade de se recolher e semear intenções para  nova fase que está porvir. Aproveite o momento para fazer trabalhos manuais e escrever as intenções para os próximos dias.

    O arquétipo da anciã nos remonta a uma velha que precisa economizar energia. Ela é sábia, madura e paciente.

    *Arquétipo é um modelo ou padrão passível de ser reproduzido e entendido em várias partes do mundo. A título de exemplo, a figura de uma anciã é facilmente compreendida por qualquer cultura

    Alimentos para consumir durante a menstruação

    Abacate, chia, quiabo, banana, oleaginosas, semente de abóbora, folhas verdes, brócolis, espinafre, couve, agrião, frutas secas, como ameixa, uva passa e tâmara. A vontade de doce nessa fase pode aumentar, mas existem alguns alimentos que podem substituir o açúcar e dar a sensação de saciedade, como chocolate 70% cacau, arroz integral, pão integral e lentilha.

    Além disso, tome pelo menos 15 minutos do sol fresco da manhã para garantir a Vitamina D.

    Infusão para equilíbrio do feminino: camomila

     

    Foto da @diniloris

     

    A camomila apazigua o corpo, ajudando muito na hora que a cólica bate. Tenho amigas que levam a infusão em garrafas térmicas para o trabalho para tomar durante todo o dia.

    Ingredientes para 1 caneca:

    200 mL de água filtrada
    2 cl. (sopa) de camomila

    Modo de fazer

    Adicione a uma panela a água e deixe esquentar até formar borbulhas, sem ferver para não queimar a planta.

    Desligue o fogo, coloque a camomila e tampe a panela com um pano de prato e espere 3 minutos ou até o cheiro “soltar”.

    Coe e sirva em seguida.

    Outra ideia infusão: tansagem, uma PANC (planta alimentícia não convencional) facilmente encontrada nos canteiros

    Óleos Essenciais para essa fase, indicados pela aromaterapeuta Letícia Marinho

    Inalação:

    Cipreste europeu** (Cupressus sempervirens), Pinho (Abies sibirica), Sempre viva verdadeira – imortelle (Helichrysum italicum), Lavanda (Lavandula angustifolia), Howood (Cinnamomum camphora), Sálvia Esclareia*
    (Salvia sclarea).

    *estrogênio-like **contra indicado para gestantes

    Calmantes + analgésicos:

    Cipreste europeu* (Cupressus sempervirens), Pinho (Abies sibirica), Lavanda (Lavandula angustifolia, Camomila Romana (Chamaemelum nobile), Manjericão (Ocimum basilicum)
    *contra indicado para gestantes

    Regulador para fluxo intenso:

    Funcho doce/Erva doce (Foeniculum vulgare)* ***, Cipreste*** (Cupressus sempervirens), Salvia Esclareia** (Salvia sclarea), Gerânio* (Pelargonium graveolens), Rosa (Rosa damascena)

    *hormonio-like **estrogênio-like ***contra indicados para gestantes

    Antiespasmódicos:

    Gerânio* (Pelargonium graveolens), Slavia Esclareia* (Salvia sclarea), Funcho doce* (Foeniculum vulgare), Manjericão (Ocimum basilicum), Cipreste Europeu*** (Cupressus sempervirens)

    *hormonio-like ***contra indicados para gestantes

     

    Fase 02 – Pré-ovulatória – lua crescente – arquétipo Donzela – primavera

     

    Ao contrário do que o arquétipo da donzela sugere, nessa fase existe muita energia ativa (yang) no nosso corpo. A donzela é uma jovem cheia de vivacidade e energia, pronta para explorar o mundo e lidar com novidades. É hora de tomar as rédeas da própria vida e descobrir o mundo, tempo de planejamento e capacidade analítica, disposição para a vida.O processo de maturação dos ovócitos, que vão liberar um óvulo, começa aqui.

    Infusão indicada: Cuca Fresca

     

    Foto da @diniloris

     

    Essa infusão foi inspirada na jus de bissap, conhecida como a bebida nacional do Senegal. A mistura suco de laranja e hibisco combinada com o hortelã cria um sabor único e altamente refrescante. A noz-moscada foi adicionada por conta de seu aroma picante e também fresco.

    Se você quiser incrementar a experiência e o poder digestivo da infusão, sirva com folhas frescas de hortelã mergulhadas direto na caneca, à moda grega. O hibisco ajuda a eliminar o resto do inchaço do período menstrual e a laranja, por ser leve e fresca, completa com sua alegria.

    Ingredientes para 1 caneca grande:

    300 mL (1 copo e meio) de água filtrada
    5 flores de hibisco secas
    1 pitadinha de noz-moscada
    Suco de 3 laranjas médias
    Gelo a gosto
    1 gota de OE de hortelã-verde ou 1 cl. (sopa) de hortelã em folha

    Modo de fazer

    Coloque a água para aquecer numa panela. Lembre-se de desligar o fogo assim que bolhas começarem a se formar para atingir 95 °C. Caso tenha termômetro em casa, faça uso dele.
    Adicione os ingredientes, à exceção do óleo essencial (a menos que você tenha optado por usar as folhas) e do suco de laranja, e deixe em imersão por 6 minutos.
    Coe, adicione o restante dos ingredientes e o gelo e sirva em seguida

    Óleos Essenciais para essa fase, indicados pela aromaterapeuta Letícia Marinho

    Inalação:

    Flores: Gerânio (Pelargonium graveolens), Rosa (Rosa damascena), Jasmim (Jasminum grandifolia), Neroli (Citrus aurantium), Melissa (Melissa officinalis)
    Cítricos: Bergamota (Citrus bergamia), Laranja doce (citrus aurantium sinensis), Limão Siciliano (Citrus limon), Limão Tahiti (Citrus latifolia)

    Esses óleos de flores são considerados excitantes e estimulantes da sexualidade. Usados historicamente para a produção de perfumes femininos, poções ‘do amor’ capazes de despertar a Deusa interior. Cleópatra utilizava óleo de rosas em seus rituais de sedução. Para os gregos o aroma de rosa remete à Afrodite, Deusa do Amor. Quimicamente tem ação antidepressiva (indicados para depressão pós-parto), calmante e sedativa. Atuam ainda sobre bloqueios relacionados à sexualidade, frigidez (e impotência). Resgatam autoestima e amor próprio. São ótimos regeneradores da pele. Estimulam o 4° chakra (coração). Na perfumaria são em maioria nota de base, com aroma intenso e de longa duração. Os óleos cítricos são leves, frescos e trazem energia de renovação, luz solar. Considerados óleos de alegria. São diuréticos, depurativos do sangue e descongestionantes linfáticos, hipotensores, bactericidas, estimulantes da imunidade. São muito voláteis (evaporam rapidamente) e apesar de percebidos pelo olfato rapidamente, os aromas são de duração baixa.

    *Atenção ao fator de fotossensibilidade, evite aplicar na pele antes de exposição ao sol.

    Óleo de destaque: Gerânio! Considerado o óleo da mulher, ele é indicado para a adolescência, idade adulta, TPM e menopausa. A planta original, gerânio odorante é originária da África do Sul Outras espécies são produzidas na China, Madagascar e Ilha reunião. É estimulante, analgésico, repelente de insetos. Excelente cicatrizante e atenuante de manchas na pele. Pode ser usado para tratar dermatite e acne. Atuará regulando a oleosidade da pele, como secativo e cicatrizante principalmente se a origem da acne for um desequilíbrio hormonal.

     

    Fase 03 – Ovulatória – lua cheia – arquétipo Mãe – verão 

     

    Esse é o período fértil da mulher, quando os hormônios progesterona e estrogênio estão a todo vapor em prol da fertilização. É comum se sentir poderosa, bem disposta e bonita nessa fase, portanto é um momento propício para desenvolver projetos profissionais com segurança. A libido também está em alta, então aproveite para se masturbar e conhecer seu corpo.

    A lua, nessa fase, está no seu ápice. É tempo de extroversão,  contato físico, círculos sociais e energia criativa.

    Tenha apenas cuidado para não ser permissiva demais, quando for necessário, está tudo bem colocar limites.

    Alimentos indicados:

    Ainda que você não queira engravidar, é importante estimular a fertilidade. Você pode conceber projetos, viagens ou qualquer outra coisa que deseja. O figo, grãos integrais, aveia, abacate, homus, pasta brócolis, tomate e batata são desejáveis.

    Infusão: deu match!

     

    Foto da @diniloris

     

    O pau de canela e as rosas vermelhas são conhecidos pelo poder afrodisíaco, sendo ambos muito utilizados como tempero em países como a Índia, a Turquia e a Bulgária. O cardamomo, que é uma especiaria de cor esverdeada e que esconde sementinhas escuras em seu interior, foi adicionado para dar mais aroma ainda. A maçã, por sua vez, confere tom adocicado ao chá, deixando a cor mais quente e a textura com um quê de cremoso. Tome na companhia de alguém ou sozinha, para se sentir uma diva de pijamas!

    Ingredientes para 2 canecas:

    600 mL de água filtrada
    1 maçã cortada em cubos, sem as sementes
    1 pedaço de pau de canela
    1 semente de cardamomo
    ½ colher (de sopa) de chá preto
    1 gota de OE de rosas vermelhas (opcional)

    Como fazer:

    Retire a casca esverdeada do cardamomo para usar somente as sementes internas.
    Adicione em uma panela a água, a maçã, o pau de canela e as sementinhas do cardamomo.
    Deixe reduzir até a água ficar corada.
    Desligue o fogo e adicione o chá preto. Tampe a panela com um pano e deixe assim
    por 5 minutos.
    Após, coe, coloque o óleo essencial e misture. Sirva em seguida

     

    Outra dica de infusão: artemísia, conhecida como a deusa das plantas

    Óleos Essenciais para essa fase, indicados pela aromaterapeuta Letícia Marinho

    Inalação:

    Bergamota (Citrus bergamia), Canela da china (Cinnamomum cássia), Ylang Ylang (Cananga odorata), Laranja doce (citrus aurantium sinensis), Rosa (Rosa damascena), Jasmim (Jasminum grandifolia), Neroli (Citrus
    aurantium). Ylang Ylang é considerado afrodisíaco, mas é também antiespasmódico, analgésico*, calmante e sedativo. Indicado para queda de cabelo, traz ainda brilho e hidratação. Age na pele, sendo indicado para rachaduras nos pés e linhas de expressão. Atua sobre a Frigidez e impotência, estimulando a sensualidade com confiança e autovalorização. Extraído por destilação das flores, seu aroma é adocicado e intenso. Caso não seja um cheiro agradável ao seu olfato, veja as sugestões de óleos florais da semana 2, com energia feminina: Rosa, Jasmim e Gerânio serão mais intensos. Neroli é uma opção delicada e levemente cítrico floral.

    *Morfina-like, analgésico de largo espectro

    Atenção à concentração máxima para uso de Ylang Ylang na pele evitando irritação cutânea! Concentração máxima final: 0,8% Canela da china* É anti-infecciosa forte bactericida, antivirótico, antifungico, antiinflamatória, antiespasmódica, analgésica e termogênica. Atua com muito efeito em dores musculares com inflamação, cólicas uterinas, reguladora da menstruação, ótima ação em retenção de líquidos e celulite. Atua nos 7 chakras, é reenergizante, estimulante da criatividade, sedução, aquece e estimula o raciocínio lógico. Traz proteção ao campo áurico e padrões de escassez x abundância. Conhecido como óleo da prosperidade.

    *Atenção: contraindicado para gestantes, lactantes, menores de 5 anos, hipertensos e epiléticos. Pode interagir com medicamentos anticoagulantes. Nunca aplicar puro na pele. Respeite a dosagem máxima para uso na pele, 0,5% para qualquer parte do corpo

    Para combater a compulsão alimentar:

    Uso por inalação em difusor pessoal:

    Bergamota 1G + Funcho doce 1G. 2 gotas total, de uma a duas vezes por dia.
    ou Funcho doce 1G + Patchouli (Pogostemon cablin). Uma a duas vezes por dia. 2 gotas total, de uma a duas vezes por dia.

     

    Fase 04 – Pré-menstrual – lua minguante – arquétipo Feiticeira – outono 

     

    A fase pré-menstrual traz à tona sentimentos arraigados que muitas vezes varremos para debaixo do tapete. Reflita sobre sua vida, o rumo das coisas, busque faxinar os sentimentos e entender o que te angustia. A TPM é um norte que indica para onde devemos direcionar nossa atenção.

    Não se sinta culpada, tente abraçar essa fase que é tão mal vista pela sociedade ao invés de querer passar por ela sem entender os sentimentos que descortinam. A mudança hormonal que acontece no corpo é real, isso explica o estresse, retenção de líquidos, tristeza, reações desponderadas a determinadas situações… Esteja ciente disso e, se de alguma forma você desrespeitar a si mesma ou ao outro, o importante é tentar entender o que te tocou para trazer esse sentimento.

    Há quem diga que as cólicas e irritação surgem com mais força quando não desapegamos de pessoas, objetos ou situações. Se observe, faça anotações, acolha seus pensamentos. 

    Alimentos para evitar na pré-menstruação

    Como a maior parte de nós, por questões impostas pela sociedade, nos desconectamos da alimentação, o caminho mais fácil para virar a chave é, uma semana antes da menstruação, evitar ao máximo alimentos que inflamam o corpo, como farinhas refinadas (principalmente a de trigo, que irrita o organismo), açúcar, leite e óleo de canola. Isso vai ajudar a minimizar a fadiga e as cólicas.

    Além disso, é muito bom consumir folhas verdes escuras, cereais integrais, grão de bico, banana e levedo de cerveja. Inclua uma hidratação reforçada para combater a retenção de líquidos. A água de coco pode ser uma grande aliada.

    Infusão para consumir nessa fase: sálvia!

    A Sálvia (salvia officinalis) auxilia o equilíbrio hormonal e sudorese excessiva. Estimula a menstruação, alivia a TPM e cólicas. Auxilia nos sintomas de menopausa (ondas de calor e secura vaginal).  Ela é mundialmente conhecida como uma erva que desperta o feminino que habita tanto em homens quanto em mulheres. Além disso, tem efeito expectorante, sendo também indicada para a menopausa. Não deve ser utilizada por gestantes e lactantes.

     

    Escolhi o abacaxi para acompanhar nossa erva feiticeira pois ele é diurético e foi adicionado para conferir uma doçura que ameniza o sabor pungente da sálvia.

    Ingredientes para 1 caneca:

    300 mL de água filtrada
    1/2 xícara de casca de abacaxi
    1 cl. (sopa) de folhas de sálvia-espanhola ou 1 gora de óleo essencial de sálvia ou 3 cl. (sopa) de sálvia

    Como fazer

    Adicione a uma panela a casca do abacaxi e deixe reduzir até a água ficar corada.

    Desligue o fogo, coloque a sálvia ou o óleo essencial de sálvia e misture.

    Sirva em seguida.

    Óleos Essenciais para essa fase, indicados pela aromaterapeuta Letícia Marinho

    Inalação:

    Salvia Esclareia (Salvia sclarea), Howood (Cinnamomum camphora CT linalol), Lavanda (Lavandula angustifolia), Petigrain (Citrus aurantium), Laranja dooce (citrus aurantium sinensis). Com grande concentração das subtâncias Linalol e Acetato de Linalila, estes óleos são ótimas opções de aromas e preços variados para este período. A Sálvia Esclareia* é uma grande aliada da mulher. Na minha opinião o mais indicado para a TPM, pela sua capacidade de atuar sobre o corpo físico, emocional e vibracional com muita propriedade. Com ação sobre a capacidade de liberar a culpa, desenvolver força interior e confiança, libera tensões profundas. Traz percepção sobre si mesmo, logo um passo importante para a cura de qualquer padrão. Com ação sedativa e ansiolítica é eficiente sobre a impaciência (que é considerada uma forma de resistência à mudança). Atuando sobre capacidade de enxergar com clareza, elimina fantasias, ilusões e favorece a aceitação às mudanças. Aumenta a intuição. É antisséptico, tem ótima atuação desodorante, bactericida e cicatrizante. Regulador hormonal e da produção de oleosidade na pele. Aroma delicado, floral e elegante.
    Atenção: *contraindicado para gestantes, exceto para a hora do parto.

    O pouco conhecido Howood é harmonizador e equilibrante dos 7 chakras, é calmante, indicado para insônia e ansiedade. Indicado para pessoas com perfil de controle. Tem composição química comparável ao pau rosa, sendo uma opção à sua substituição. É analgésico, antifúngico e bactericida. Pode ser uma opção para tratar a candidíase. Ótimo desodorante, é aromático e elegante. Antiespasmódico, pode ajudar nas cólicas. Na pele tem ação hidratante e regeneradora, indicado para estrias, linhas de expressão.

    A Lavanda verdadeira amplamente conhecida por sua ação sedativa e calmante é também equilibrante dos 7 chakras. Atua com eficiência sobre a insônia, estresse e impaciência. Traz clareza para a tomada de decisões e direções na vida. Elimina pensamentos repetitivos, trazendo moderação e racionalidade. ‘Lavanda’ vem de lavare motivo pelo qual é considerada excelente para limpeza de energias também em ambientes. Com ação antisséptica, desinfetante, desodorante, é analgésica e cicatrizante. Um dos poucos óleos essenciais com indicação para uso direto na pele é excelente para tratar acne, alergias e manchas na pele. Na dúvida, tenha sempre uma lavanda em casa. Petigrain é um óleo extraído da mesma planta da laranja, porém de partes diferentes como galhos jovens, flores e frutos verdes. Diferente do OE da Laranja doce, extraído da casca do fruto maduro. É harmonizante, sedativo e ansiolítico, ajuda na insônia podendo ser usado também por crianças com quadros de agitação e hiperatividade. Promove abertura para novas ideias e recomeços, além de autoaceitação. Conhecido mundialmente como harmonizador de pessoas e ambientes.

    TPM: Uso por inalação em difusor pessoal:

    Salvia Esclareia, Salvia Esclareia, Salvia Esclareia! 1 gota no difusor pessoal pela manhã + 1 gota no difusor pessoal a noite.
    ou
    Salvia Esclareia + Howood 1 gota de cada no difusor pessoal pela manhã + 1 gota de cada no difusor pessoal a noite.

     

    Outras dicas, de útero para útero

     

    Foto da @diniloris

     

    Reuni uma receita de banho de assento, dicas de livros e delícias para assistir e ouvir para que você possa aprofundar ainda mais na arte de entender o corpo:

     

    Banho de assento e leituras para combater a candidíase

     

    As mulheres das gerações anteriores usaram muito os banhos de assento para curar doenças femininas.

    Para quem tem candidíase, recomento 1 litro de água morna para 6 gotas de óleo essencial de teatree 3x ao dia quando a coisa apertar. Muitas mulheres ao meu redor usam e apontaram grande melhora nos quadros de candidíase. A Sônia Hirsch, jornalista, cozinheira e ativista que amo, publicou um livro específico sobre o assunto, que se chama “Candidíase, a Praga e Como Se Livrar Dela Comendo Bem”. Sônia também tem um capítulo dedicado “à praga” no livro “Só Para Mulheres”.

    Pesquisando sobre o assunto para escrever esse post, encontrei também esse Manual criado pelo Coletivo Feminista que vale a leitura. 

     

    Para assistir

     

    a) A Terra É Uma Mulher o meu Útero, o Universo

    Essa palestra da Mónica Guerra da Rocha foi a responsável por querer tirar o SIU Mirena para enfim ficar livre dos hormônios. Ela fala da conexão da nossa menstruação com os ciclos lunares e como aproveitar cada fase do ciclo

     

    b) Period. End Of Sentence. (Absorvendo o Tabu)

    O documentário indiano foi nomado ao Óscar 2019 na categoria de Melhor Documentário de Curta-Metragem. Chorei horrores ao ver que em muitos países os homens sequer sabem o que é menstruação. É de doer o estômago. Recomento fortemente!

     

    c) Pad Man (O Homem Absorvente)

     

    Essa comédia indiana vai além do riso: ela conta a história de Arunachalam Muruganantham, um homem incrível que inventou uma máquina de baixo custo que fabrica absorventes higiênicos para mulheres da zona rural da Índia. Uma das melhores comédias que assisti nos últimos tempos. É complementar ao “Period. End Of Sentence.”.

     

    Para ler

     

    a) A Orgiem do Mundo: uma história cultural da vagina ou a vulva vs. o patriarcado, de Liv Stromquist

    Esse livro mudou minha visão sobre a menstruação. Ele tem o formato de quadrinhos e conta como homens renomados, ao longo da história, subjugaram e torturaram mulheres. Um dos meus preferidos.

    b) Manual de Introdução Ginecologia Menstrual, de Pabla Pérez San Martín

    Esse livro mostra como se auto-descobrir. Ensina como encontrar doenças e preveni-las, lidar com o próprio corpo, ouvir o que ele diz e entender que nós mulheres somos incrivelmente perfeitas.

    c) Manuel de Ginecologia Natural e Autônoma, organizado por Jaqueline de Almeida, Laís Souza, Luma Flôres e Máira Coelho

    Esse manual, de 2018, viralizou na internet não foi à toa: ele traz dicas incríveis para

    Você pode baixar o Manual aqui.

    d) Mulheres Que Correm Com Os Lobos

     

     

    Clarissa Pinkola Estés é uma mexicana escritora e psicanalista Junguniana, que nos brinda com o livro que foi ápice do meu despertar para a necessidade de me autoconhecer. Ela reuniu 19 lendas e histórias antigas, entre elas as de Barba-Azul, Patinho Feio, Sapatinhos Vermelhos e La Llorona e analisou cada uma sob uma ótica feminista, identificando o arquétipo da Mulher Selvagem ou a essência da alma feminina, que segundo ela é a psique instintiva mais profunda.

    Quando li pela primeira vez não me conectei com a essência do livro. Fui reencontrá-lo dois anos depois, quando me tocou mais que profundamente. A leitura libertadora pra mim, a ponto de comprar para presentear várias mulheres que me rodeiam.

    Como muita gente acha a leitura massiva, abaixo indico o podcast Talvez Seja Isso, que analisa as lendas.

    Vou deixar aqui um trecho do livro para aguçar a vontade da leitura:

    “E então, o que é a Mulher Selvagem? Do ponto de vista da psicologia arquetípica, bem como pela tradição das contadoras de histórias, ela é a alma feminina. No entanto, ela é mais do que isso. Ela é a origem do feminino. Ela é tudo o que for instintivo, tanto do mundo visível quanto do oculto – ela é a base. Cada uma de nós recebe uma célula refulgente que contém todos os instintos e conhecimentos necessários para a nossa vida.
    Ela é a força da vida-morte-vida; é a incubadora. É a intuição, a vidência, é a que escuta com atenção e tem o coração leal. Ela estimula os humanos a continuarem a ser multilíngües: fluentes no linguajar dos sonhos, da paixão, da poesia. Ela sussurra em sonhos noturnos; ela deixa em seu rastro no terreno da alma da mulher um pêlo grosseiro e pegadas lamacentas. Esses sinais enchem as mulheres de vontade de encontrá-la, libertá-la e amá-la. Ela é idéias, sentimentos, impulsos e recordações. Ela ficou perdida e esquecida por muito, muito tempo. Ela é a fonte, a luz, a noite, a treva e o amanhecer. Ela é o cheiro da lama boa e a perna traseira da raposa. Os pássaros que nos contam segredos pertencem a ela. Ela é a voz que diz, “Por aqui, por aqui”. Ela é quem se enfurece diante da injustiça. Ela e a que gira como uma roda enorme. É a criadora dos ciclos. É à procura dela que saímos de casa. É à procura dela que voltamos para casa. Ela é a raiz estrumada de todas as mulheres. Ela é tudo que nos mantém vivas quando achamos que chegamos ao fim. Ela é a geradora de acordos e idéias pequenas e incipientes. Ela é a mente que nos concebe; nós somos os seus Pensamentos.”

     

    e) Lua Vermelha, de Miranda Gray

    Aqui a Autora fala sobre o contexto do livro, dando um panorama dos assuntos tratados. Ela ensina que os ciclos menstruais afetam cada aspecto da nossa vida, e ensina a lidar com cada fase para extrair a melhor versão feminina de cada uma.

     

    Podcast´s para não tirar dos ouvidos

     

    Mamilos

    O Mamilos é uma roda de conversa sobre temas polêmicos com muita empatia e feminismo. Desde assuntos como miséria, racismo, SUS, educação dos filhos, Ensino à distância, alimentação, culto ao corpo, etc.

    Talvez Seja Isso

    Esse é o podcast criado pela Mariana Bandarra e Bárbara Nickel para comentar os capítulos do livro Mulheres Que Correm Com Os Lobos, indicado no tópico anterior. Elas trazem insights valiosos sobre as lendas que a Clarissa compilou.

    Outras mamas podcast

    Esse podcast propõe uma discussão que envolve feminismo e veganismo. Assuntos incríveis e atuais discutidos com pontualidade e bom gosto.

     

    Mandala Lunar, para conectar com os ciclos menstruais

     

    A Mandala Lunar é uma espécie de diário que foi criado para nos aproximar dos ciclos menstruais. A mandala contém desenhos, frases e insights inspiradores, que têm me ajudado a entender melhor meus ciclos. Levo onde vou! Se você quiser ter acesso ao trabalho das mulheres que criaram a Mandala, assine o Jornalzinho delas aqui. 

     

    Contas para seguir no Instagram

    Por fim, vale dizer que o Instagram está recheado de mulheres conectadas com o corpo e a menstruação. Abaixo algumas das contas que mais gosto de seguir:

    @ginecologianatural

    Bel Saide fala com amor sobre plantas e como amar a menstruação

    @ginecologiaemocional

    Sobre fazer as pazes com o corpo e a saúde feminina

    @vulvapolitica

    Beatriz Sabô fala sobre ginecologia natural com muito amor e política, como o próprio nome sugere.

    @the.vulva.gallery

    Imagens de vulvas não padronizadas e perfeitamente belas, que contam as histórias por trás delas (em inglês)

    @lascivaluaaa

    Lua Menezes é terapeuta e fala sobre sexualidade, autoconhecimento e cura. As histórias que ela conta são de fazer cair lágrimas.

    @lauramocellinteixeira

    Médica que vegana que dá dicas alimentares, fala sobre menstruação e o sagrado feminino

     

    Se você gostou desse post, assine o Jornalzinho do Cebola para ficar por dentro das novidades e dos Cursos que promovo por aí. Compartilhe também com as amigas, vamos juntas!

     

    Fontes:

    Usei todas os livros que indiquei ao longo do post para produzir esse conteúdo, além da apostila criada pela Letícia Marinho para o Workshop Ciclo Feminino, que apontei no cabeçalho.

  • You may also like

    No Comments

    Leave a Reply

    Pin It on Pinterest

    Share This