• comidinhas / fermentados

    Panquecas para os dias adomingados

    Minha afetiva relação com as panquecas

    Passei bons dias da minha adolescência assistindo filmes em VHS com meu pai, pois nossa cinefilia é um dos nossos pontos em comum. Ficávamos horas fazendo verdadeiras maratonas diante da televisão. Como assistíamos filmes policiais e de suspense escolhidos por ele, na maior parte das vezes americanos, vira e mexe via cenas de cafés da manhã onde as pessoas comiam panquecas feitas na hora. Isso acalentava meu coração de uma maneira muito querida.

    Eu romanticamente visualizava como seriam os dias adomingados em família no futuro, podia até sentir o cheiro do café coado entrando pelas narinas e passeando pelo meu cabelo despenteado e rosto amassado pelo recém acordar, tudo na companhia de um bom livro e quiçá de uma luz entrando por uma fresta da cortina amarelada pelo tempo.

    Mas nunca pensei que elas realmente fariam parte do meu dia a dia, muito menos que teria um leque de receitas de panquecas variadas na manga. Em homenagem às memórias dos melhores momentos que tive com meu pai, resolvi trazer 2 receitas das panquecas que mais amo.

     

    Foto da @laradias

    Panqueca de grão de bico

     

    Farinha de grão de bico para massa de panqueca

    Farinha de grão de bico

    Ingredientes para 2 panquecas

    1/2 xícara de farinha de grão de bico

    1 xícara de água

    1 cl. (chá) de sal

    Instruções

    O ideal é peneirar a farinha para tirar todos os grumos, mas esse passo não é absolutamente necessário para a receita dar certo.

    Coloque todos os ingredientes numa cumbuca e, com a ajuda de um fuê ou de um garfo, bata até formar uma mistura homogênea e reserve.

    Aqueça uma frigideira antiaderente e adicione um fio de azeite ou qualquer outro óleo.

    Em seguida, acrescente a metade da massa, despejando devagar no centro da frigideira.

    Não mexa! Espere até que comecem a formar pequenas bolhas, isso vai assegurar que a panqueca não se desmanche.

    Vire para dourar de ambos os lados. Repita o processo com o restante da massa e está pronta.

     

    Foto da @laradias

    Panqueca de aveia fermentada

     

    Na foto, mini panquecas de aveia servidas com homus de beterraba

    Foto da @diniloris

    Quem me ensinou essa receita foi a Daniela Kohn, uma cozinheira que trabalha com fermentação selvagem na @acozinhanomade, e desde então adotei na vida. Levo aveia para todos os lugares para ter sempre uma opção de café da manhã ou lanchinho da tarde fácil.

    Ingredientes

    1 pote de vidro que vede bem (qualquer tamanho, aqui em casa uso um potão de 3l)

    Aveia em flocos médios ou grossos* o quanto baste para encher o pote conforme instruções abaixo

    Água filtrada

    *a aveia em flocos finos vira uma papa, a receita acaba dando errado muitas vezes

    Preparando o pote

    Encha seu pote com 2/3 da aveia e cubra com a água filtrada sem encher demais.

    Você deve deixar pelo menos 2cm de espaço entre o conteúdo e a tampa para o pote não estourar durante o processo de fermentação, tá? 

    Feche a tampa e sacuda bastante até o líquido ficar esbranquiçado

    Como a aveia absorve água, se for preciso coloque mais um pouco acaso tenha virado uma papa seca. Ela precisa estar toda molhadinha, sem ficar líquida demais.

    Iniciando o processo de fermentação 

    Deixe essa misturinha fora da geladeira (pote tampado) por pelo menos 3 dias para que o processo de fermentação se inicie.

    Não se esqueça de sacudir o pote todos os dias, pelo menos uma vez por dia.

    Após esse tempo incial, guarde o pote na geladeira, se preferir, pois isso desacelera a fermentação.

    Os microorganismos vão fazer todo o trabalho para você, até a consistência da massa ficar assim:

    Aveia fermentada por cerca de 4 dias, pronta para fazer a panqueca
    Aveia fermentada, no ponto para fazer a panqueca!

    E esse cheiro estranho?

    A fermentação deixa os alimentos com cheiros estranhos mesmo, isso é normal. Quando comecei a me familiarizar com os fermentados sempre achava que minhas receitas tinham estragado hahaha! Com o tempo você vai acostumar, prometo!

    A aveia separou da água, e agora?

    Nos lugares quentes é comum que isso aconteça, significa que os microorganismos se alimentaram bastante da massa. Nese caso é só você escorrer com cuidado um pouco da água e depois agitar bem o pote até voltar à consistência desejada.

    Como fazer a panqueca?

    Sempre que for fazer a panqueca, misture antes o conteúdo dentro do pote agitando bem.

    Para uma panqueca de aveia de tamanho médio, você precisará espalhar numa frigideira (não precisa untar) cerca de 4 ou 5 cl. (sopa) da massinha, tudo vai depender da consistência prévia.

    Ligue o fogo e coloque a frigideira bem no centro, mantendo a chama bem baixinha para não matar os microorganismos, de forma que a panqueca vai ficar um pouco molinha por dentro quando estiver pronta. Isso não significa que está crua, lembre-se que o processo de fermentação por si só já “cozinhou” a aveia.

    Deixe formar uma leve crocância de ambos os lados e está pronta.

    Panqueca de aveia pronta
    Doure de ambos os lados até adquirir essa cor da foto e está pronta!

    Como a aveia é neutra, recheie como quiser! Recomendo uma colherada de tahine, homus ou patê de rúcula e castanhas. 

  • You may also like

    No Comments

    Leave a Reply

    Pin It on Pinterest

    Share This
    Entrar na lista de espera Inscreva seu e-mail para receber um aviso quando o produto entrar no estoque :)