• comidinhas / Receitas

    Missoshiru

    O que é o sabor umami?

    O missoshiru, sopa típica janponesa, é uma refeição quentinha e saborosa, ideal para as manhãs frias de inverno ou para ajudar o corpo a recuperar a imunidade, pois ela dá bastante energia e esquenta que é uma beleza. Não é à toa que ela é consumida pelos japoneses com muita frequência.

    Esse prato contém muito umami, conhecido como o quinto sabor. E pra quem não sabe, esse é um gosto residual que permanece na boca, descoberto no começo do século XX. Como ele traz a sensação de prazer, infelizmente a indústria deu jeito de conferir umami aos ultraprocessados através do viciante glutamato monossódico (MSG), um realçador de sabor que faz um mal danado à saúde, segundo o que já ouvi de várias nutricionistas.

    Contudo, o missô artesanal, um dos responsáveis pelo sabor umami aqui nesta receita de missoshiru, é um fermentado de soja que, somado à alga e aos cogumelos, que também contêm umami, formam um sabor inacreditável.

    Caso você queira saber mais sobre o sabor umami, vale assistir esse vídeo, que está em espanhol, mas rola adicionar a legenda pra facilitar o entendimento: umami, o quinto sabor.

    Outas formas de usar o missô

    Existem muitas formas de fazer missoshiru, mas hoje vou trazer uma receita que segundo um amigo japonês, o Nory, é clássica. Se você não tiver o hábito de consumir os ingredientes indicados ou não tiver acesso fácil a eles, saiba que há outras formas de reinventar esse caldinho de missô. Eis uma simplérrima, que aprendi com a Sônia Hirsch: você corta uma cebola por pessoa e cozinha em água abundante por meia hora, sem mais nada. Depois é só adicionar o missô e está pronta uma sopinha de cebola bem maravilhosa (veja no modo de fazer, logo ali embaixo, um truque legal para incorporar o missô!).

    Ingredientes para 3 pessoas

    Os vegetais que escolhi fazem o papel de engrossar o caldo. Então fique à vontade para variar com o que tiver em casa. Criatividade aqui é super bem-vinda!

    1 punhado de cebolinha

    1 cebola cortada em cubos grossos, com a casca e tudo

    2 batatas inglesas em rodelas, com a casca

    1 alho-poró em rodelas grossas (usar a parte branca e guardar as folhas para depois)

    3 cl. (sopa) de missô

    50g de cogumelos frescos e limpos (usei o shimeji e limpei usando papel toalha. Aliás, nunca lave cogumelos para que eles não absorvam água, viu?)

    3 cl. (chá) de alga da sua preferência (usei a alga wakame, mas você pode comprar a alga nori, que é mais comum, e cortar as folhas com uma tesoura da maneira que preferir)

    3 litros de água filtrada

    100g de tofu cortado em cubos (opcional)

    100g de macarrão de arroz (opcional)

    Como fazer

    Coloque a água para ferver e adicione a cebola, a batata e o alho-poró cortados grosseiramente. Como a ideia é fazer um caldo de vegetais, queremos extrair o máximo de sabor desses ingredientes, portanto tudo deve ficar no fogo por pelo menos meia hora.

    Se você tiver optado por usar macarrão de arroz, agora é a hora de cozinhar conforme embalagem. Cozinhe e reserve.

    Enquanto isso, coloque a alga numa cumbuca com água o suficiente para cobrir, para que ela hidrate por cinco minutos. Reserve.

    Com a ajuda de uma escumadeira, retire os vegetais da panela e descarte, pois a essa altura eles já não tem mais gosto.

    Agora é o momento de colocar a alga, o tofu e os cogumelos no nosso caldo. Eles vão ficar lá cozinhando por mais cinco minutinhos.  Desligue o fogo.

    Por fim, é vez do missô, e ele só entra agora pois contém microorganismos provenientes da fermentação super benéficos à saúde, então não queremos matar os bichinhos levando ao fogo por muito tempo, ok?

    Para incorporar o missô e não deixar grumos, afunde na panela do caldo uma peneira e com a ajuda de uma colher vá amassando o missô para dissolvê-lo completamente. Se você for usar o macarrão, incorpore agora. Mexa o caldo com delicadeza para ficar homogêneo e sirva bem quente com a cebolinha picada por cima.


    E-book sobre fermentação de vegetais

    Aqui você pode comprar meu livro digital Para Começar a Curtir: Fermentação de Vegetais (R$34), que contém 18 receitas, poemas culinários, técnicas ilustradas e um FAQ para tirar todas as suas dúvidas sobre fermentação e te deixar livre para fermentar de forma autônoma!

  • You may also like

    No Comments

    Leave a Reply

    Pin It on Pinterest

    Share This