• Filosofando com as panelas / Receitas / Receitas veganas

    Molho de tomate

    Fecho os olhos, despejo o que está aqui dentro no teclado do computador pois hoje meus pensamentos não tinham tempo para papel e caneta. Mesmo diante de todos os compromissos cumpridos, das novas propostas feitas aos clientes, dos produtos embalados, dos quilos de papéis organizados, de tudo pronto e formulado, cursos dados, escrivinhanças aleatórias para o blog, planejamento das próximas semanas e todas as coisas relacionadas ao trabalho que ocuparam minha agenda hoje, a culpa vem me visitar dizendo que não estou fazendo o suficiente.

    O que é o suficiente? Quantos copos de café? Quantas respirações profundas? Quantos repetições seguidas sem intervalo? Quantas dores de coluna? Quantos alinhamentos? Quantas cervejas com os amigos deixadas para depois?

    O problema está no valor que nos ensinam a atribuir às tarefas. No meu caso, antes de trocar de carreira, vestia roupa importante e defendia pautas cruciais no ministério público, falava diante de vários juízes, fazia audiências, elaborava contratos e acordos cheios de negociação que iam e vinham, iam e vinham. Hoje faço coisas que a sociedade cadastra como pequenas, como entregar pequenas encomendas, dar aulas ensinando a utilizar ingredientes de forma integral e criar receitas ouvindo a intuição.

    Quanto mais o tempo passa, menos sinto a presença da culpa, mas de vez em quando ela insiste em berrar no meu ouvido, especialmente às segundas. Talvez em dez ou vinte anos ela continue fazendo visita, mesmo que eu siga ressignificando esses valores impostos e autoimpostos e me colocando num lugar de eterna construção. Nesses dias cinzas acolho a danada, passo a mão na cabeça dela e levo para cozinhar, que é para não esquecer o porquê desse reboliço bonito em mim.

    Escolho uma receita simples, rápida e saudável de molho de tomate, que pode ser congelado em potinhos bem vedados para ter sempre em mãos.

    Ingredientes para 4 porções pequenas

    Não se atenha às ervas e especiarias que estou indicando aqui, escolha as de sua preferência.

    1kg de tomates picados em cubos (usei com a casca e sementes)
    1 cl. (sopa) de cominho
    1 cl. de sopa de óleo de coco (opcional)
    4 cl. de sopa de azeite de boa qualidade
    1 cebola média picada finíssima
    3 dentes de alho picados finíssimos
    1 punhadinho de tomilho fresco, outro de orégano ou outra ervinha de sua preferência
    Sal (o tanto que você quiser)
    Pimenta-do-reino ou a pimenta de sua preferência (o tanto que você quiser)

    Foto feita pela Camila Rocha num dos meus cursos

    Como fazer

    Aqueça uma panela alta em fogo baixo para médio e em seguida adicione o(s) óleo(s)

    Adicione o alho, a cebola, as especiarias e o sal e frite até ficarem dourados

    Coloque agora as ervas e os tomates e deixe reduzir até os tomates ficarem macios e bem cozidos, o que vai levar pelo menos 20 minutos. Desligue o fogo, ajuste o sal está pronto!

    Consistência

    Eu gosto desse molho no ponto de purê, mas não existe certo ou errado. Faça, teste e descubra qual seu jeito preferido.

  • You may also like

    1 Comment

    Leave a Reply

    Pin It on Pinterest

    Share This